Pages

BASTIDORES DA MÚSICA (LADY GAGA MARRY THE NIGHT E O OCULTISMO)

Lady Gaga Marry The Night
O vídeo de Lady Gaga chamado Marry the Night foi lançado em meio a muito estardalhaço e polêmica. O clipe para "Marry the Night" está recheado de simbolismo e parece seguir a mesma temática presente nos últimos trabalhos de Gaga e outros artistas pop da atualidade: o controle mental como busca da fama e sucesso


Este vídeo resumidamente conta a história de Stephanie Germanotta, sendo transformando em sua alter-persona Lady Gaga, por uma gravadora (Def Jam Records), para ser passada para outra (Interscope Records), onde faria o contrato mais alto e sinistro que um artista pode fazer na indústria: "casar-se com a noite".

Antes de prosseguir assista ao vídeo legendado tema desta analise

A analisando o vídeo
Lady Gaga Marry The Night
Segundo a maioria dos sites, a letra é sobre o amor de Gaga pela noite e por festas, mas o significado dessa canção pode ganhar um sentido mais profundo quando nos deparamos com o vídeo recentemente lançado (aliás, o vídeo tem quase 14 minutos). 

Lady Gaga Marry The Night
O clipe se inicia com Lady Gaga (parecendo-se mais nova) sendo levada a uma espécie de clínica ou "hospício". Numa maca, fazendo um discurso que aparenta não ter nexo algum se você não prestar bastante atenção:

Quando olho para trás em minha vida, 
Não é que eu não queria ver as coisas como elas exatamente aconteceram. 
Eu apenas prefiro relembrá-las de forma artística. 
E na verdade, a mentira de tudo isso é muito mais honesta, porque... 
Eu as inventei! A psicologia clínica nos diz, 
sem dúvidas, que trauma é um assassino definitivo. 
Memórias não são recicladas como átomos e partículas em física quântica. 

Elas podem se perder para sempre. 
É como se meu passado fosse uma pintura inacabada e, como artista dessa pintura, eu devo preencher os buracos feios e os fazer bonitos novamente. 
Não que eu tenha sido desonesta, apenas tenho repugnância à realidade. 
Por exemplo, essas enfermeiras: estão usando a próxima coleção da Calvin Klein, assim como eu. 

E os sapatos, Giuseppe Zanotti customizados. 
Eu coloquei suas toucas de lado, como as boinas parisienses, porque eu acho romântico e eu também acredito que a menta será muito grande na moda, na próxima primavera.


A verdade é...


Naquela época, na clínica, eles apenas usavam esses chapéus engraçados para manter o sangue longe do cabelo. 
E essa garota à esquerda... 
Ela pediu GummyBears e uma faca, algumas horas atrás. 
Eles deram apenas os Gummy Bears. 
Eu gostaria que tivessem me dado apenas os Gummy Bears... 

Lady Gaga Marry The Night
O monólogo acima faz alusão ao controle mental monarca, especialmente quando menciona o "trauma como o maior assassino", "fazendo as memórias se perderem para sempre." É isso que um artista pode ter que se submeter quando tenta ganhar sucesso na indústria da música. Essa parte em que Lady Gaga está sendo levada aconteceu por volta do tempo em que Gaga assinou com a Def Jam Records em 2006.

Lady Gaga Marry The Night
Gaga já estava trabalhando com alguns produtores nesse tempo e assinou contrato com essa gravadora na promessa de um álbum no fim de 9 meses. A promessa não se cumpriu e Gaga foi dispensada após 3 meses de contrato. No entanto, foi por volta dessa época que Stephanie Germanotta ganhou sua outra personalidade.

Lady Gaga

É possível, portanto, que ela tenha passado por essa gravadora apenas para ser submetida ao controle mental e levada, mais tarde, a assinar um contrato de natureza mais profunda com uma outra gravadora (no caso, a Interscope Records), na qual ela aceitaria "casar-se com na noite". 

Lady Gaga Marry The Night
O vídeo para a canção Marry the Night conta basicamente essa história. 

Assista ao vídeo de nossa análise


Este artigo é: