Pages

A ARMADURA DE DEUS NA VISÃO DE PAULO


 
Portanto revesti-vos de toda a armadura de Deus.
        
Paulo disserta a respeito da armadura de Deus no cap 6 do livro de Efésios e lá faz uma comparação com a armadura do soldado romano. Roma era o maior império da época com os melhores soldados que lutavam como se fossem um único homem, com estratégias de guerra sempre unidos, nunca lutando sozinhos e por vezes usando seus escudos para proteger o soldado do lado.

        
Os soldados romanos lutavam por Roma e por César, o imperador romano e estavam dispostos a morrer por isto. No filme Gladiador, vemos o general Maximus dizendo à sua tropa que tudo que eles faziam aqui ecoaria na eternidade. Ele visavam lutar com força e honra e morriam por isto. Não apenas lutavam mas tinham ideais. Seus objetivos eram propagar Roma pois acreditavam que as nações ao redor eram obscuras e tristes e Roma era a luz.
        
Desta forma a armadura romana era algo que representava força e honra. Quando Paulo cita a armadura de Deus, ele utiliza o termo grego PANOPLIAN, mesmo termo usado para a armadura romana. E quando o soldado vestia esta armadura, não era simplesmente uma armadura, mas era revestido da autoridade de César. Se alguém se levantasse contra um soldado romano, era como se estivesse se levantando contra o próprio César.
        
Assim também Deus nos reveste com sua autoridade. Como cristãos somos revestidos da armadura de Deus, e somos chamados a ser do exército do Senhor para sermos guerreiros seus. E todo aquele que se levanta contra um servo do Senhor, se levanta contra o próprio Deus e quem se levantará  contra o braço forte do Senhor?
        
Deus nos reveste com sua armadura para lutarmos contra principados e potestades. Nos dá autoridade para ir em seu nome. Reveste-nos com sua salvação, justiça, verdade, preparação do evangelho fazendo-nos também conhecer sua palavra e também batalharmos em oração.

Definição da armadura na visão de Paulo

O Cinto
"Estai, pois, firmes, tendo cingidos os vossos lombos com a verdade"....

Paulo está falando da arma mais importante, o cinto onde o mesmo segura todas as outras peças da armadura. O cinto nos ajuda a andar em nossa justiça, em paz, em fé e protege os lombos.

A Couraça
"E vestida a couraça da justiça;"


Paulo refere-se a couraça como justiça, a qualidade de ser certo ou justo e também como autoridade espiritual.


As Sandálias 
"E calçados os pés na preparação do evangelho da paz;"
Calçado no grego significa: amarrar seguramente ou firmemente. Quando o soldado romano fosse para batalha suas sandálias deveriam estar firmes ou bem amarradas pois se não estivessem ele poderia perder o equilíbrio e poderia ser vencido e também tinham cravos nas solas das sandálias para que o soldado ficasse firme e para poder  atacar o adversário.


O Escudo
"Tomando sobretudo o escudo da fé, com o qual podereis apagar todos os dardos inflamados do maligno."

Os romanos usavam dois tipos de escudos

ASPIS
Escudo pequeno e ornamentado usado para cerimônias e desfiles.

THUREUS
Significa: como uma porta, cobria o homem e era feito de madeira maciça e envolvido em couro. Paulo descreve o escudo como arma de defesa contra os ataques (dardos inflamados) do maligno. Com o Escudo podemos apagar TODOS os dardos inflamados do maligno, Paulo nos deixa claro que são TODOS os dardos e não apenas um ou outro.

O que são os dardos inflamados do maligno?
- palavras
- mentiras
- falsidades
- enfermidades 
- pensamentos
- ansiedade 
- situações adversas 
- ira

O Capacete
"Tomai também o capacete da salvação...."

O capacete era de bronze, feito para proteger a cabeça, face e maxilar. Paulo também nos mostra que enfrentar o inimigo sem capacete equivale a suicidio espiritual, tudo se processa a partir da mente.

A Espada
"E a espada do Espírito, que é a palavra de Deus;"


Esta espada é a PALAVRA de Deus, Rhema (palavra revelada). A espada do Espírito - o Espírito Santo da poder  a esta PALAVRA.

FONTE

Este artigo é: