Pages

NOME DA OPERAÇÃO DE ISRAEL ANTI-HAMAS TEM SIGNIFICADO BÍBLICO

Nome da operação de Israel anti-Hamas tem significado bíblico
Referência ao Livro de Êxodo associa poder militar à proteção divina. O nome da campanha de Israel contra o Hamas divulgado para a imprensa, em inglês, é “Operação Pilar da Defesa”. Mas a leitura do nome da ação em hebraico poderia provocar surpresa ao se constatar que é “Operação Pilar de Cloud”

Um porta-voz das Forças de Defesa de Israel explicou que a maioria dos israelenses reconheceria o termo “coluna de nuvem”, sendo essa uma referência bíblica. “Nós baseamos na coluna de nuvem que acompanhou a nação de Israel durante o Êxodo, enquanto eles saiam o Egito e viajavam para a terra prometida”, disse Eytan Buchman, chefe  de mídia das Forças Armadas de Israel. 

“Eles queriam ter proteção contra os problemas do deserto, ladrões, povos inimigos, cobras e escorpiões.” Buchman disse que o nome da operação anti-Hamas comunica a mensagem de que se trata de uma manobra defensiva. “Estamos chegando a uma década de foguetes sendo disparados indiscriminadamente contra civis”, explica Buchman, referindo-se às ações do Hamas no sul de Israel. 

A atual operação militar do Estado judaico, ressalta, “é como uma nuvem proverbial que está chegando para proteger.” A primeira referência bíblica a uma coluna de nuvem está em Êxodo 14:19-20, que descreve a fuga dos israelitas da escravidão, culminando com a divisão do Mar Vermelho feita por Moisés.

De acordo com o rabino Shmuel Herzfeld, que lidera a Sinagoga Nacional, em Washington, a ideia da coluna de nuvem refere-se à proteção física e espiritual: “A mensagem espiritual aqui é sobre a oração a Deus pedindo proteção”, disse Herzfeld. ”Em Êxodo, a coluna de nuvem é a proteção espiritual dos israelenses”.

A coluna também aparece no livro de Salmos, em um versículo que lembra que Deus falou com os líderes hebreus como Moisés, Arão e Samuel “na coluna de nuvem”. Mesmo com muitas críticas pela opção de associar um ataque militar a uma manifestação divina, Buchman disse que o exército de Israel simplesmente queria enfatizar a “natureza defensiva da operação”. 

Ele lembrou ainda que operações anteriores de Israel já usaram referências bíblicas. Em 2002, disse ele, as forças de defesa usaram o nome “Operação Arca de Noé” na apreensão de um navio palestino carregado com foguetes, mísseis e explosivos. Em 2008, a operação em Gaza foi chamada de “Chumbo Fundido”. Ela começou durante o feriado judaico do Chanuká e faz referência a uma canção religiosa popular neste período do ano. Traduzido de CNN.

Este artigo é: