Pages

VISÃO BÍBLICA DAS MALDIÇÕES (PARTE 1)

“Não as adorarás, nem lhes darás culto; porque eu sou o Senhor teu Deus, Deus zeloso, que visito a iniqüidade dos pais nos filhos até a terceira e quarta geração daqueles que me aborrecem,...” (Ex. 20:5). 


“Aqueles que dentre vós ficarem serão consumidos pela sua iniqüidade nas terras dos vossos inimigos, e pela iniqüidade de seus pais com eles serão consumidos. Mas se confessarem a sua iniqüidade e a iniqüidade de seus pais, na infidelidade que cometeram contra mim; como também andaram contrariamente para comigo, pelo que também fui contrário a eles, e os fiz entrar na terra dos seus inimigos; se o seu coração incircunciso se humilhar, e tomarem por bem o castigo da sua iniqüidade, então me lembrarei da minha aliança com Jacó, e da terra me lembrarei”. (Lv. 26:39-42).



“...porque está escrito escrito: Maldito todo aquele que não permanece em todas as cousas escritas no livro da lei, para praticá-las. Cristo nos resgatou da maldição da lei, fazendo-se Ele próprio maldição em nosso lugar, porque está escrito: Maldito todo aquele que for pendurado em madeiro”. (Gl. 3:10-13).


A HERANÇA DE NOSSOS PAIS

Biológica (formação genética) – Nariz, Cabelos, Olhos...

Psicológica (formação familiar) - Calmo, Agitado, Nervoso, Colérico...

Espiritual (formação religiosa) – Pastor, Cristão, Espírita, Católico... 


ANÁLISE EXEGÉTICA: BÊNÇÃO E MALDIÇÃO

Sentido da palavra “BÊNÇÃO”

(Heb. Barak)   Abençoar quer dizer “Conceder poder para alcançar sucesso, prosperidade, fecundidade, longevidade, etc”

Sentido da palavra “MALDIÇÃO”

(Dt. 29:12;14-21) Fala 35 vezes sobre a palavra maldição e o tipo de maldição que vem sobre alguém que quebra um juramento e por causa disso entra em maldição.

QALAL (heb)

Amaldiçoar significa: Rebaixar, Desprezar, Zombar, Ridicularizar, Difamar... 

Golias amaldiçoou Davi (I Sam. 17:43)

Balaão foi chamado para amaldiçoar Israel (Nm. 22:6)
Hagar desprezava Sara “sua senhora” (Gn. 16:4-5)

ARAR (heb)
“Arar significa prender (por encantamento), cercar com obstáculos, deixar sem forças para resistir” 

- Gen. 3:14,17, “Maldito és mais do que todos os animais...”
- Gen. 4:11, “Maldito por sobre a terra...”
- Dt . 27:15-26, “Maldito...”
- Gen. 12:3, “os que te amaldiçoarem (qalal – “proferir fórmula), Eu os amaldiçoarei (arar)”


CONTEXTO DA BÊNÇÃO E MALDIÇÃO


Dt. 11:26-32; 27,28



Tanto a bênção quanto a maldição devem ser entendidas no contexto da ‘aliança’. Em Dt. 27 e 28, Deus está fazendo uma aliança com o seu povo. A Bíblia em todo o seu conteúdo, mostra-nos que a forma de Deus relacionar-se conosco sempre foi através de alianças.


O que é uma ALIANÇA? “Uma promessa solene feita ligando duas ou mais pessoas, grupos, famílias, entidades, organizações, através de um juramento. Este juramento pode ser feito de uma forma verbal ou através de um ato simbólico. Esta forma de juramento tem que ser reconhecida por ambas as partes como ato formal que liga os envolvidos a cumprirem a sua promessa”

Conseqüentemente, a causa básica das maldições é a DESOBEDIÊNCIA.


O QUE CARACTERIZA A MALDIÇÃO ?


Dt. 28:45,46, “Todas estas maldições (qalal) virão sobre ti... serão no vosso meio por sinal (marca, selo, insígnia) e por maravilha 

(estupefação, perplexidade, susto, espanto), como também entre a tua descendência para sempre” 



Êxodo. 20:5, “Visito a iniqüidade dos pais nos filhos até a terceira e quarta geração”


Característica da maldição: REPETIÇÃO DE SINTOMAS


Exemplos: Prostituição, Divórcio, Violência, Alcoolismo, Abuso Sexual...


Na medida que uma maldição (ou bênção) se estabelecem, tendem a se transferir de geração a geração: Na vida individual, familiar, geográfica (cidades e nações), etc.


'O ponto importante é que uma vez enviada tanto a maldição quanto a bênção, tendem a continuar através dos tempos até serem revogadas e canceladas. Isto significa que podem haver forças que estejam operando, forças essas que foram movimentadas nas gerações prévias. Conseqüentemente podemos estar lidando com algo nas nossas vidas , que não aconteceram conosco, durante a nossa existência, mas tem uma origem longínqua, até centenas de anos atrás” (Neuza Itioka)


TIPOS DE MALDIÇÕES

 Maldição Hereditária (Êx. 20:5; 34:7; Nm. 14:18; Jr. 32:17,18)


- “Até a terceira e quarta geração” – é uma frase tipicamente semita que indica continuidade e não deve ser tomada em sentido aritmético.

- Temos que entender que não somos os culpados pelos pecados dos nossos pais, mas podemos sofrer as conseqüências.

- “Espíritos Familiares” são demônios que penetram, geralmente nas raízes das famílias e, com o passar do tempo, trazem presos a si vários membros dessa família ao tipo de maldade que aquele demônio expressa. Ele é transmitido de geração a geração e o que faz torna-se uma característica da própria família em todas as gerações”.


Maldições de Terceiros (Pv. 18:21; Tg. 3:6-10)

- A morte e a vida estão no poder da língua, quem a ama comerá do seu fruto.

- Nossas palavras movimentam o mundo espiritual. As palavras são sementes que podem germinar vida ou morte. Como temos usado nossas palavras?. 

-“A língua pode contaminar o corpo inteiro” – “Colocar em chamas toda a existência da carreira humana” (Tg. 3:6-10).


“Deus ordenou a sociedade humana, numa maneira que haja relacionamentos entre pessoas onde uma em virtude do relacionamento, tenha autoridade sobre a outra. Assim como o marido tem autoridade sobre a esposa, pais têm autoridade sobre os filhos, professores têm autoridade sobre os alunos, o pastor têm autoridade sobre a congregação que está sob os seus cuidados” 

Nomes podem revelar maldições- Walter Kaiser, “Phd”, diz que a palavra, nome (heb.shem) com origem no árabe, quer dizer: Assinalar, marcar com ferro quente.  “O nome escolhido para uma criança freqüentemente expressava os desejos e expectativas que os seus pais tinham por ela quando viesse a amadurecer. Isso fica evidente no processo de mudar o nome, por exemplo, quando Jacó se torna Israel (Gn. 35:10)

Abaixo temos uma serie de expressões que devem ser banidas do nosso vocabulário, pois as mesmas podem trazer morte espiritual e opressão sobre a vida de quem as lançarmos;
Imbecil, Canalha, Vadio, Burro, Jumento, Desgraçado, O diabo que te carregue, Vai pro inferno, Isso é mal de família, Esse menino é igual ao pai, Estou com as macacas (quer dizer, estar possesso por demônios), Doida varrida, Moleque (é uma variação de Moloque), Danado (quer dizer, imundo, nas trevas), Hoje é o meu dia de azar, Pobre nasceu pra sofrer, Estou com uma fome dos diabos, Um dia você me paga, Você vai se casar e o seu marido vai fazer a mesma coisa que o seu pai fez comigo, Seus filhos um dia farão o mesmo com você, Você vai passar fome, Você que se dane, etc.


Maldição Auto-Imposta ( Sl 109:17 )


É quando alguém profere palavras ou frases que têm um sentido pernicioso e destruidor contra si mesmo. A auto-maldição reflete uma crise de identidade cristã e a falta de conhecimento bíblico acerca de quem somos em Cristo. 



Eis alguns exemplos de auto-maldições:

- Sou uma pessoa tão burra que fiz... Eu não sirvo para nada...
- Como sou desastrado (a)... Vou morrer na miséria...
- Eu sou um (a) imbecil... Como sou idiota...
- Para mim nunca dá certo... Não Há ninguém mais desastrado...
- Pobre nasceu pra sofrer... Meu corpo é horrível...
- Não sou capaz de nada... Etc...

Continua....

Este artigo é: