Pages

O TRABALHO DE 3 ANOS NÃO ACABOU!

Isaías 53:4-12.
4 Certamente, ele tomou sobre si as nossas enfermidades e as nossas dores levou sobre si; e nós o reputávamos por aflito, ferido de Deus e oprimido.

5 Mas ele foi traspassado pelas nossas transgressões e moído pelas nossas iniqüidades; o castigo que nos traz a paz estava sobre ele, e pelas suas pisaduras fomos sarados.
6 Todos nós andávamos desgarrados como ovelhas; cada um se desviava pelo caminho, mas o Senhor fez cair sobre ele a iniqüidade de nós todos.
7 Ele foi oprimido e humilhado, mas não abriu a boca; como cordeiro foi levado ao matadouro; e, como ovelha muda perante os seus tosquiadores, ele não abriu a boca.
8 Por juízo opressor foi arrebatado, e de sua linhagem, quem dela cogitou? Porquanto foi cortado da terra dos viventes; por causa da transgressão do meu povo, foi ele ferido.
9 Designaram-lhe a sepultura com os perversos, mas com o rico esteve na sua morte, posto que nunca fez injustiça, nem dolo algum se achou em sua boca.
10 Todavia, ao Senhor agradou moê-lo, fazendo-o enfermar; quando der ele a sua alma como oferta pelo pecado, verá a sua posteridade e prolongará os seus dias; e a vontade do Senhor prosperará nas suas mãos. 11 Ele verá o fruto do penoso trabalho de sua alma e ficará satisfeito; o meu Servo, o Justo, com o seu conhecimento, justificará a muitos, porque as iniqüidades deles levará sobre si.
12 Por isso, eu lhe darei muitos como a sua parte, e com os poderosos repartirá ele o despojo, porquanto derramou a sua alma na morte; foi contado com os transgressores; contudo, levou sobre si o pecado de muitos e pelos transgressores intercedeu.

Jesus nasceu na cidade do Rei Davi, em Belém, na familía do carpinteiro José e de sua esposa Maria. Como todo judeu foi circuncidado e apresentado no templo de jerusalém pelos pais.
Jesus foi educado na cidade de Nazaré, Galiléia, onde aprendeu uma profissão na carpintaria de seu pai.
Foi um homem tão extraordinário que aos doze anos já se encontrava debatendo religião e ciências com doutores da lei no templo.
Aos trinta anos ele inicia sua missão para revelar o amor de Deus ao ser humano.

Durante três anos Ele percorreu o sul da Judéia até a Galiléia, dando vista aos cegos, levantando paralíticos, libertando endemoniados, ressucitando mortos e curando enfermos.

Nestes 3 anos reuniu e preparou 12 apótolos, 72 discípulos e formou uma comunidade viva que sobrevive até hoje!
Em Lucas 22:14-23, relata sobre a sua última ceia, e nesta ceia o anfitrião Jesus tinha como convidado de honra Judas Iscariotes. Em Mateus 26:36-46, após a ceia Jesus leva os discípulos até o Getsêmani, um Lugar propício aonde Ele ora. Comparada a azeitona que é prensada até extrair o azeite puro sua vida é prensada para extrair todo o seu amor pela humanidade.
Alta madrugada os discípulos dormem, a multidão chega e junto com ela o traidor Judas Iscariotes que beija Jesus no rosto com seu pensamento voltado a apenas 30 moedas.
Jesus é pego pelos militantes, houve resistência da parte de Pedro que corta a orelha de Malco, um servo do sumo sacerdote. Jesus é levado para casa de Caífas, caminhada de 4 kilômetros a pé, inicia-se então uma sessão de espancamento, batem nEle, vendam-lhe os olhos e enquanto espancam perguntam a Ele: Adivinha quem é que te Bate?
Logo que amanheceu Ele é interrogado pelos anciãos do povo e os escribas. (Lucas 22: 67-69).
Levam até a casa de Pilatos, Pilatos se recusa a julga-lo pois Ele era galileu e era da jurisdição de Herodes.

Herodes ao receber Jesus o interroga, queria milagres, Ele permanece calado, então, Herodes zomba de Jesus e juntamente com os soldados colocam uma túnica, e mandam que levem Ele novamente para Pilatos. Para tentar uma porta de escape Pilatos tenta usar uma estratégia, conforme o costume da época, na festa páscoal poderiam absolver um criminoso, então, é colocado em público para ser efetuado uma escolha, Jesus ou Barrabás; Todos por sua vez gritavam bem alto com grande voz: Soltem a Barrabás! Crucifiquem a Jesus!
Não havia mais nada a ser feito, Ele estava sendo condenado! Existia também um outro costume romano além da crucificação, os criminosos eram açoitados nas costas com 40 chibatados, consideravam este ato como “meio caminho para a morte”.

Costas despidas, torax inclinado, quatro argolas de metal algemavam pulsos e tornozelos. O instrumento usado para bater chamava-se “flagelo ou azorrague”, uma peça de madeira de 14 polegadas de comprimento, ligadas a correia de couro com pontas de vidro, metal e ossos pontiagudos que arrancavam pedaços de pele. A intenção era dilacerar o corpo nú e reduzi-lo a tiras inflamadas na carne.
O costume era 40 chibatadas, mas Cristo levou apenas 39, e não foi por acaso! A ciência comprovam 39 doenças raiz das quais todas as demais foram derivadas. A cada chibatada que Cristo recebeu uma de nossas dores e enfermidades estavam sendo curadas pelo sangue de Jesus.

7% do peso do nosso corpo é sangue, o sangue circula por todo o nosso corpo a cada 23 segundos e o sangue de Cristo esguichava de seu corpo devido as chicotadas.

É posto também sobre sua cabeça uma coroa de espinho. Ele caminha algumas horas sobre o sol e em suas costas está a cruz, em uma parte do caminho em meio a gritos, chingamentos e choro um certo Simão cireneu é convocado para ajudar a levar a cruz.
A crucificação inicia-se, pregos de quinze centimetros atravessam mãos e pés do Senhor Jesus, por volta das 9 da manhã ouvem sua voz dizendo: “Pai perdou-lhes eles não sabem o que fazem”. (Lucas 23:34).
Mais ou menos 10:15 da manhã, os soldados repartem suas vestes (Mateus 15:24).
Mais ou menos 10:30 da manhã, os que passam blasfemam dizendo: Se tú és o Filho de Deus desça da cruz! (Mateus 15:31). E juntamente com eles os soldados também blasfemam. (Lucas 23:39).
(Lucas 23:39-43), as 11 da manhã, um dos ladrões o insulta dizendo: Se tú és o Filho de Deus salva-te a ti mesmo e a nós!
O outro ladrão repreende o ladrão que insultou a Jesus e depois pergunta: Lembra-te de mim quando entrares no teu Reino!

Jesus responde: Em verdade te digo que hoje estarás comigo no paraíso.

Ao 12:00hs, houve trevas até a hora nona que é as três da tarde.
Às 13:00hs, Ele clama: Deus meu Deus meu porque me desamparastes? (Mateus 27:46), para se cumprir Isaias 59:2, Mas as vossas iniquidades fazem divisão entre vós e o vosso Deus e os vossos pecados encobrem o seu rosto de vós para que não vos ouça.
Às 14:00hs Ele disse: Tenho sede! (João 19:28).
Às 15:00hs Ele diz: Pai, está consumado! Nas tuas mãos eu entrego o meu espírito! (Lucas 23:46).

O véu do templo se rasga em dois, a terra treme e os sepulcros se abrem. (Mateus 27:51-52).

Aparentemente essa história acabaria muito triste se não houvesse um “Milagre”, mas como Jesus é o Deus de milagres, quando o crepúsculo anuncia o terceiro dia, Ele ressucita demonstrando o seu poder e esperança para aqueles que se aproximam dEle.


Por isso, eu tenho uma palavra de vitória a você! Se encontra em Mateus 28:18, que diz: Todo poder me foi dado (dado a Jesus após a vitória na cruz), no céus e na terra.

Se Ele tem todo poder nos céus e na terra, somente Ele pode reverter essa situação que você está enfrentando, acredite nisso, pois foi por nós que Ele veio ao mundo e por três anos Ele se revelou como Filho de Deus e até os dias de hoje Ele continua a se manifestar!

Este artigo é: