Pages

OS CAVALEIROS TEMPLÁRIOS [ PARTE 4 ]

  Os Cavaleiros Templários (Parte 4)
"Um Cavaleiro Templário é verdadeiramente um cavaleiro destemido e seguro de todos os lados, para sua alma que é protegida pela armadura da fé, assim como seu corpo está protegido pela armadura de aço.
Ele é, portanto, duplamente armado e sem ter a necessidade de medos de demônios e nem de homens." 

Bernard de Clairvaux, c. 1135, De Laude Novae Militae—In Praise of the New Knighthood

Em outros locais da Europa a eliminação dos templários foi ainda mais difícil.

A Escócia, por exemplo estava em guerra com a Inglaterra, e o caos daí resultante, deixava poucas oportunidades para implementação da Lei. A dissolução da ordem a mando da encíclica Papal nunca foi promulgada na Escócia, onde a ordem tecnicamente nunca foi dissolvida. 

Muitos templários ingleses e franceses encontraram refúgio na Escócia, e um contingente enorme parece ter lutado ao lado de "Robert Bruce" e Wiliam Walace. Na batalha de Bannockburn 1314 - Existem evidencias que apoiam a idéia de que a ordem se manteve como um corpo coerente na Escócia por mais de 4 séculos. 

Na luta de 1668-91 Jaime II da Inglaterra foi deposto por Willian Orange. Na Escócia, aliando do monarca Stuart sitiado, ergueram-se em revolta e na batalha de Killiecrankie em 1668, Jhon Claverhouse visconde de Dundee, foi morto no campo de batalha. Quando seu corpo foi resgatado, ele estava usando uma grande cruz da Ordem do Templo - não era nem um modelo novo, mas um datado de antes de 1307. 

[Parzival p. 208]

 Os Cavaleiros Templários (Parte 4)    
Jaques De Molay

No principado de Lorraine que na época fazia parte da Alemanha e não da França, os templários eram apoiados por Duques locais, a maioria obedeceu as ordens das preceptorias e cortaram as barbas e começaram a usar hábito seculares e integraram-se na comunidade. 

Na Prússia os templários desafiaram o poder local abertamente e intimidaram, os Juízes e ameaçaram pegar em armas alegando inocência. Quando a ordem foi dissolvia na Alemanha todos os templários migraram para a Ordem Teotonica ou para o Hospital de São João.Na Espanha os templários também resistiram aos seus perseguidores e encontraram refúgio em outras ordens.

Em Portugal é onde está o fato mais curioso, para não perder a linha de raciocínio por ora, vamos contar a história de frente para trás, mas Portugal nos afeta diretamente e também é o local que tem suas terras mais marcadas pelas ordem do que qualquer outra e até hoje o país é mandado e desmandado pelos sucessores da ordem até sua história e seu nascimento esta obscuro nas histórias das entranhas da Ordem. 

Em Portugal a ordem foi "purificada" por uma investigação e simplesmente modificou de nome, então a Ordem dos Templários passou a se chamar Ordem dos Cavaleiros de Cristo. Com esse novo títulos eles passaram a continuar funcionando a pleno vapor mesmo no século XVI. Em Portugal a Ordem se dedicou as atividades marítimas [Pois o sonho de ter um Estado Templário ainda não havia morrido]. 

Vasco da Gama era um cavaleiro de Cristo, e o infante Navegador Henrique, o Navegador, era grão mestre da ordem. Os Navios da Ordem dos cavaleiros de Cristo [O Nome Genérico dos templários na península Ibérica] eram adornados com a mesma Cruz vermelha em um fundo Branco igual a ao Manto da ordem dos templários, E foi Sob essa mesma cruz vermelha que as 3 Caravelas de Colombo Cruzaram o Atlântico, para a descoberta do novo mundo.

 Os Cavaleiros Templários (Parte 4)
Nau de Pedro Álvares Cabral no Livro das Armadas (Biblioteca da Academia das Ciências de Lisboa). Repare a Cruz nas velas

O próprio Colombo era casado com a filha de Ex Cavaleiro de Cristo, tendo tido acesso aos mapas e diários do seu sogro. Assim em 1500 Pedro Álvares Cabral, [Que também era um cavaleiro de Cristo] Atravessa o Atlântico e descobre o Brasil. [Interessante notar o primeiro nome ao qual nosso país foi Batizado] vejamos: 

Neste mesmo dia, a horas de véspera, houvemos vista de terra! A saber, primeiramente de um grande monte, muito alto e redondo; e de outras serras mais baixas ao sul dele; e de terra chão, com grandes arvoredos; ao qual monte alto o capitão pôs o nome de O Monte Pascoal e à terra a Terra de Vera Cruz! Terra de Vera Cruz, ou terra da verdadeira Cruz. Advinha qual era a verdadeira Cruz? A cruz templária.

Assim, de diferentes maneiras, os templário sobreviveram ao ataque de 13 de outubro de 1307. Assim em 1522, a ordem dos cavaleiros tectônicos, se secularizou e repudiou sua lealdade a Roma e lançou apoio incondicional as idéias e a uma causa de um "rebelde" chamado Martin Lutero. 

Dois séculos depois da dissolução da Ordem, a mesma se viu na chance de poder se vingar contra a mesma Roma que os dissolveu embora de forma indireta. Mas mesmo das sombras, a ordem ainda maquina algumas coisas, é o que veremos mais adiante, onde iremos adentrar as entranhas da ordem e seus ideais no passado e os planos para o futuro ao qual nos afeta diretamente.

Continua…


Este artigo é: