Pages

CONHEÇA OS CANTORES MAIS SATÂNICOS DA HISTÓRIA!

 
Desde seu surgimento, nos anos 50, o rock 'n' roll é relacionado ao ocultismo, termo que abarca desde rituais pagãos até adoração pelo diabo! Enquanto alguns artistas se aprofundaram nos estudos do oculto, outros pegaram carona para criar polêmica e vender mais discos além de tirar sarro do assunto.
Então é melhor você pegar seu rosário e começar a rezar uma ave-maria e um pai-nosso antes de começar ler este post. Que tal começarmos esta viagem diabólica nas raízes do ocultismo?

Ocultismo de Raiz


Robert Johnson (1911-1938)

O americano foi uma das primeiras estrelas do blues (que é uma das raízes do rock). Foi ele que lançou a figura do do músico amigo do diabo. Diz a lenda que Johnson foi a uma encruzilhada à meia-noite entregar a sua guitarra para o capeta afinar. Esse seria o segredo do seu sucesso, cujo preço seria a morte prematura aos 27 anos.

Aleister Crowley (1875-1947) 


A gente pode dizer que Aleister é o pai do ocultismo. Ele fundou seitas, estudou religiões pagãs e escreveu livros sobre magia, demônios e poderes ocultos (ai que meda!) Crowley era britânico e influenciou artistas até após sua morte, especialmente nos anos 50. O lema "faz o que tu queres..." da religião Telema- criada por ele- é um hit até hoje!

Ocultismo Hardcore

Kenneth Anger (1927- e o infeliz tá vivo até hoje)


Descrevia a si mesmo como "o diretor mais monstruoso do cinema underground". Seus curtas abordavam temas como homossexualidade, satanismo e paganismo. Seguidor da Teletema (vocês vão ouvir falar muito disso aqui) de Crowley, Anger trabalhou com Mick Jagger e Jimmy Page, das bandas Rolling Stones e Led Zeppelin. Também foi colega do polêmico Anton LaVey (calma você já vai descobrir quem é ele)

Anton LaVey (1930-1997)


Foi ele que fundou a Igreja Satanista (sim, existe esta igreja!), em 1996. Mas alto lá: ele e seus seguidores sempre disseram que não adoravam Lúcifer (se preferir diabo, satanás, coisa ruim...). O termo da palavra satanista viria da palvra "satã", que significa "oponente", e a ideia era ter uma religião baseada no eu (aham, sei.). LaVey estudava a obra de Crowley (olha ele aí mais uma vez, não disse que ele era o pai do ocultismo) e fazia rituais de magia vestido de diabinho (me arrepio as sobrancelhas agora) e usava mulheres nuas (olha que tarado!).

Ocultismo Progressivo

Raul Seixas (1945-1989)


Aeaeaeae temos um brasileiro na lista negra \0/. Você deve ter se espantado lendo o nome dele aqui na nossa lista neh? Mais tem muitos outros que vão derrubar você no chão! Em 1973 o roqueiro encontrou no escritor Paulo Coelho uma parceiro musical e ocultista. Ambos seguiram e divulgaram os ensinamentos de Aleister Crowley (olha ele aí mais uma vez!). Um dos maiores sucesso de Raulzito, "Sociedade Alternativa", faz até referência à Telema com o verso "faz o que tu queres pois é tudo da lei", lema da religião criada por Crowley.

David Bowie (1947- e busca o diabo até hoje)

Interessou-se por Aliester Crowley (deve ser a sétima vez que ele aparece na nossa lista) nos anos 70, e fez várias letras com alusões ao ocultista. Depois, aderiu ao esoterismo cabala, pintando círculos de proteção pelas paredes e nas mãos dos amigos (=0 ele tinha amigos!). Ao descobrir os laços de Jimmy Page com o oculto, tentou superá-lo dizendo estar envolvido com magia tibetana, "o lado negro do budismo".

Led Zeppelin (1968- e a banda existe até hoje)

Vários discos da banda estampavam símbolos e temas ocultistas, incluindo o lema (que todo mundo já deve saber de cor e saltiado) "faz o que tu queres, pois é tudo da lei". O mais envolvido foi o guitarrista Jimmy Page, que até comprou uma ex-casa de campo do Aleister Crowley (tá ficando famoso, hein!). Para vocês verem o Jimmy já entrou em rixa com o David Bowie para ver quem mais entendia de magia e ocultismo (uma briga das trevas!)

Ocultismo Pop


The Beatles (1960- 1970)


Muita gente deve ter caído da cadeira agora.  Os garotos do Liverpool começaram a experimentar drogas alucinógenas e religiões orientais em 1966, ano em que lançaram o disco "Sgt Pepper's Lonely Hearts Club Band" {foto da capa abaixo}. A capa enigmática estampava, dentre dezenas de personalidades, adivinha quem? Aliester Crowley. Foi John Lennon que colocou ali, mas o interesse da banda pelo "mago" não passou disso. Ah vocês vão toma outro tombo com o próximo da lista.


Rolling Stones (1962- existe até hoje mesmo não existindo, sako?)

Não falei que vocês iam pasmar?! Entre 1967 e 1868, os Stones lançaram o álbum "Their Satanic Majesties Request" ou "Vossas Majestades Satânicas Exigem" e a música "Sympathy for the Devil"- Simpatia do Diabo no nosso bom português. Mas eles nunca entraram nesta onda de ocultismo pra valer, apesar de Mick Jagger ter composto a trilha de um curta diabólico do cineasta Kenneth Anger.

Black Sabbath (1968- existe até hoje mais vocês devem conhecer como Ozzy)


Ozzy Osbourne e cia. sempre se inspiraram nas trevas. Não é a toa que o Ozzy é dito como o Rei das Trevas, neh?! Os versos "N.I.B", por exemplo, cantam: "meu nome é Lúcifer, por favor pegue minha mão". O nome da ex-banda ("Sábado Negro no português) é inspirado a magia negra. Mas, para eles, o "caminho oculto" era só estratégia de marketing. Detalhe que eles usam uma cruz no pescoço!

Marilyn Manson (1989- e faz sucesso juntinho ao diabo até hoje!) 

Quando você pensa em Satansimo, ocultismo no rock, o que vem em sua cabeça? Bom, na miha vem Marilyn Manson! A gente poderia fazer um especial da semana só sobre polêmicas satanistas dele. Bom, ele já se vestiu de papa em vários de seus clipes, você acha que estes clipes fizeram polêmica? Ele também já simulou sexo no palco (que show, hein!) e já mostrou a sua vareta demoniaca num show. Com tudo isso, não surpreende o fato de Marilyn ter se interessado por Anton LaVey e se juntado a Igreja Satanista. Porém, o artista não demorou a deixar o culto para trás. E vamo combina que ele tem uma cara!!

Ocultismo Superficial

Iron Maiden (1975- e existe até hoje)

Um dos seus hits, "The Number of the Beast" ( em português o número da besta), trata do número 666, associado a besta, diabo, satanás, coisa ruim, anticristo... Os shows e álbuns do Iron Maiden são cheios de demônios e mortos-vivos. Os metaleiros, porém, adotaram o estilo das trevas por estética e já declararam várias vezes que não têm nada de satanistas. Detalhe: o baterista do Iron, Nicko McBrain é um cristão fervoroso!

Red Hot Chili Peppers (1983- e a banda existe até hoje)

Ninguém diria que a banda era satanista até o discurso de agradecimento pelo prêmio MTV Award, em 1992. O vocalista Anthony Kiedis mandou: "Antes de mais nada, gostaríamos de agradecer a Satã". Era uma piada, mais vai explicar isso para umas pessoas neh. Ah! ninguém riu da piada.

Kurt Cobain (1967-1994) 

O vocalista do Nirvana apavorava em sua cidade natal, Aberdeen no EUA. Ele pichava frases como "Deus é gay" em caminhonetes. Não era para esperar menos de um dos expoentes do movimento grunge, um subgênero musical que explorava letras sobre insatisfação social e uma atitude de "que se dane tudo"- incluindo a igreja. Detalhe: Cobain era fascinado por Anton LaVey, e queria aproveitar os dotes musicais do satanista em uma gravação, coisa que nunca aconteceu.

Este artigo é: