Pages

CAVEIRAS, OSSOS, OCULTISMO E A NOVA ORDEM MUNDIAL





Os poderes das trevas:

Criada no século XIX, dentro da Universidade de Yale, a Caveira e Ossos e uma sociedade ocultista altamente secreta formada por uma elite de Iluminados que tem como filosofia a formação de um governo mundial único e absoluto também conhecido como Nova Ordem Mundial. 

Seu nome e símbolo são demonstrativos da fonte originadora de seus propósitos: o crânio humano sobre dois ossos cruzados foi usado pelos piratas como símbolo da morte e hoje e visto nos frascos que contem veneno mortal, o mesmo veneno da antiga serpente que se chama diabo e Satanás, o sedutor de todo o mundo. 

"E foi precipitado o grande dragão, a antiga serpente, chamada o Diabo, e Satanás, que engana todo o mundo; ele foi precipitado na terra, e os seus anjos foram lançados com ele". (Apocalipse 12:9)

Um dos líderes dessa sociedade secreta, que possui poucos e seletos membros, é David Rockefeller, um dos banqueiros mais ricos e poderosos do mundo. Em entrevista concedida ao jornal Washington Post de 10/2/88, Rockefeller fez uma declaração a favor de um outro homem: 


"Esse homem tem o conhecimento, obteve o posto e, como presidente, estará em melhor posição do que qualquer outra pessoa da América para unir o povo americano que acredita que estamos vivendo agora num só mundo e que temos de agir em conjunto". 0 nome desse homem e George Bush, que durante o tempo em que esteve na vice-presidência dos EUA trabalhou incessantemente pela implantação da Nova Ordem Mundial. 

Rockefeller disse que Bush tem o conhecimento. Este termo é o equivalente ao grego GNOSIS e revela que a pessoa é um iniciado nas ciências ocultas que alcançou o mais elevado grau, isto e, o 33° grau da Maçonaria, o que faz de Bush um Iluminado. Rockefeller afirmou ainda que Bush obteve o posto. Nessa época, Bush ainda era vice-presidente, portanto., o posto a que ele se referia certamente era o de membro da Caveira e Ossos. 

Em setembro de 1990, discursando na ONU, o presidente George Bush afirmou que "estamos passando para uma Nova Ordem Mundial". E ele repetiu isso por cinco vezes. Quinze dias depois, no Congresso americano, o presidente Bush afirmou:

"Estamos passando para uma Nova Era e uma Nova Ordem Mundial."

O jornal Los Angeles Times de 18 de fevereiro de 1991 publicou o discurso de Bush sobre o Estado da União:

"E uma grande idéia: Uma Nova Ordem Mundial, em que diversas nações se unem numa causa comum... Somente os Estados Unidos tem a posição moral e os meios para respaldá-la."

Porém, a Nova Ordem Mundial esta destinada ao fracasso, porque esses homens se recusaram a aceitar o Evangelho, e pretendem desafiar a vontade de Deus o nosso Criador. 

"Há caminhos que parecem direitos ao homem, mas afinal são caminhos de morte." (Provérbios 16:25)

Este artigo é: