Pages

O REI DA ASSÍRIA - REVELAÇÕES DE UM PRINCÍPADO PARTE 3

 
Ele dissemina o orgulho, altivez, racismo, inveja e a disputa pelo poder. Leva as pessoas, cidades ou nações a se tornarem escravos dele para sempre, exigindo pagamento de tributo...


(2RS 17:3) "Contra ele subiu Salmaneser, rei da Assíria; e Oséias ficou sendo servo dele, e pagava-lhe tributos."

Domina as pessoas e aprisiona na casa do cárcere...

(2RS 17:4) "Porém o rei da Assíria achou em Oséias conspiração; porque enviara mensageiros a Sô, rei do Egito, e não pagava tributos ao rei da Assíria cada ano, como dantes; então o rei da Assíria o encerrou e aprisionou na casa do cárcere."

Torna cativo, os habitantes da cidade que ataca...
(2RS 17:6) "No ano nono de Oséias, o rei da Assíria tomou a Samaria, e levou Israel cativo para a Assíria; e fê-los habitar em Hala e em Habor junto ao rio de Gozã, e nas cidades dos medos,"

Saqueia a prata e o ouro do templo do Senhor...

2RS 18:15) "Assim deu Ezequias toda a prata que se achou na casa do SENHOR e nos tesouros da casa do rei."
(2RS 18:16) "Naquele tempo cortou Ezequias o ouro das portas do templo do SENHOR, e das ombreiras, de que ele, rei de Judá, as cobrira, e o deu ao rei da Assíria."
(2CR 28:21) "Porque Acaz tomou despojos da casa do SENHOR, e da casa do rei, e dos príncipes, e os deu ao rei da Assíria; porém não o ajudou."

Observe que ele saqueia o ouro principalmente do templo; O templo hoje somos nós, os redimidos, nascidos de novo e uma das características diabólicas deste principado é justamente atacar a igreja, os servos do Senhor, roubando a prata, que significa as nossas finanças, trazendo insatisfação, revolta e rebelião contra Deus. Ele rouba também o ouro, que simboliza a adoração o bem mais precioso da vida de um cristão.
Por vários anos tenho observado algumas comunidades por onde temos ministrado, muitas vezes nem percebem, mas não conseguem adorar ao Senhor, a adoração se torna sem vida e enfadonha, muitos rebanhos estão completamente cativos, satanás lhes colocou ganchos no nariz e eles não tem nenhuma condição de adorar. A estratégia maligna de roubar a prata é a seguinte: Ele envia seus gafanhotos que espreitam a pessoa até encontrar uma legalidade por menor que seja, então começam a saquear a prata (as bênçãos financeiras). O marido perde o emprego, a esposa bate o carro, as vendas não acontecem, o que se vende não recebe, se recebe o cheque volta, o tanquinho a maquina de lavar roupa, a geladeira, os eletrodomésticos começam a queimar sem explicação. Isso desencadeia uma série de situações que tentam levar a pessoa a total ruína. 

O primeiro sinal que a vitima caiu na armadilha é deixar de devolver o dizimo, depois é a vez do aluguel depois o telefone, e por fim até a água e a energia elétrica. Toda essa situação aliada aos pensamentos em forma de setas lançados por satanás contra a mente e as emoções, coloca a pessoa contra o Senhor, e por mais que ela tente reagir ao contrario, a tendência natural é se agitar correndo de lá para cá para resolver a situação, isso é próprio do ser humano, querer resolver as coisas sozinhos. Você se lembra do que aconteceu no Édem? Eles pecaram e quando a conseqüência veio eles tentaram resolver sozinhos, escondendo-se e cobrindo-se com folhas. Não se lembraram de se arrepender, não se lembraram de buscar a face do Senhor e reconhecerem o seu pecado. 

Essa atitude os destituiu da glória de Deus, ou seja, os destituiu do brilho, do resplendor, da cobertura, do cuidado, da intimidade e da comunhão que eles compartilhavam com o Senhor. E eles que tinham tudo, eram donos de tudo, toda a riqueza da terra, se tornaram totalmente pobres, tendo que buscar o seu sustento as custas do suor do próprio rosto. O diabo é o ladrão, e o nosso Senhor mesmo disse: O ladrão vem, senão para matar, roubar e destruir?. Ele não mudou a sua índole, continua o mesmo ladrão. Quando acontece o roubo da prata (finanças) a alma do homem se agita, e no desespero ele tenta resolver a situação, geralmente buscando a solução no próprio homem pedindo dinheiro emprestado. Esquecendo que o Senhor é a fonte de toda a provisão. Não é isso que o Senhor quer, lembre-se o que diz a palavra:...um abismo chama outro abismo. 

Este é o jogo do diabo, fazer o homem se agitar, desesperar, correr de um lado para outro, tentar resolver sozinho do seu jeito, questionar a Deus, culpá-lo pela situação! Estas atitudes minam a relação com o Amado e sem um nível mínimo de relação com o Amado é impossível adorá-lo, pois a adoração é a resposta espontânea do nosso amor ao Seu amor e deve acontecer em espírito e em verdade, fruto de um relacionamento de amor, não com hipocrisia ou superficialmente, a adoração jamais acontecerá como fruto de meia hora cantando-se canções decoradas. 

Esta ausência de intimidade com o Senhor coloca o homem num imenso deserto, num vale muito escuro e seco, e aí então a adoração passa a causar sono, incomoda, pois o amor já esfriou e ele permanece na igreja muitas vezes por costume ou religiosidade e até mesmo por medo de ir para o inferno. O Senhor não quer que você o adore por costume, por religiosidade ou medo de ir para o inferno, é preciso amá-lO de verdade. Bem, o resultado de tudo isso é que saqueando a prata o inimigo tem conseguido impedir que o ouro chegue até o Senhor. Por isso muitos não tem nada para oferecer, estão completamente sem capacidade de adorar.
Esta falta de capacidade de adorar é um dos maiores sintomas de ataque do derrotado, se você detectar isso em sua vida ou em sua comunidade entre imediatamente em batalha contra este terrível derrotado, pois com certeza o ataque vem por parte dele. 

CONTINUA.....

Este artigo é: