Pages

CHEGARÁ O DIA EM QUE TODOS SEREMOS JULGADOS


Quem me rejeitar a mim e não receber as minhas palavras já tem quem o julgue; a palavra que tenho pregado, essa o há de julgar no ultimo dia. (João 12.48)



Todos nós seremos julgados, pela desobediência à santa palavra de Deus. Quando nos recusamos a cumprir os mandamentos de Deus, de agirmos dentro dos preceitos Bíblicos, estamos buscando a condenação para nós mesmos; naquele momento onde será decidido, sobre a vida, ou, morte eterna, somente um quesito estará em questão, o cumprimento, ou não, da palavra, e por ela, seremos abençoados se a praticarmos, e amaldiçoados, se a rejeitarmos, por ela, seremos absolvidos, ou condenados, seremos vitoriosos ou derrotados, pois a nossa vida aqui, e futura, depende de como estamos diante dela; tudo o que nos acontece está ligado a obediência ou não, da palavra de Deus, e a desobediência traz dores e sofrimentos, hoje, amanha e eternamente.


Corríeis bem; quem vos impediu, para que não obedeçais à verdade?” (Gálatas 5.7) Não existe nenhuma desculpa para não praticarmos, e seguirmos os preceitos do Senhor. Devemos entender que nenhuma argumentação será válida, de forma que possa justificar a nossa desobediência. Uma vez que o primeiro grande mandamento é amar o nosso Deus acima de qualquer coisa, ou seja, priorizar os seus mandamentos acima da nossa própria vida, se colocamos qualquer obstáculo como impedimento de fazermos a vontade dEle, na verdade o estamos impedindo pela sua própria palavra de nos socorrer, isto por mais que choremos e clamemos.

“E estava vestido de uma veste salpicada de sangue, e o nome pelo qual se chama é a Palavra de Deus.” (Apocalipse 19.13) Se queremos conhecer a Deus, conheça a palavra. Jesus se revela a cada um de nós através da palavra, e quando recusamos cumprir os seus mandamentos, o estamos desprezando, e desprezando tudo o que Dele procede, como as bênçãos. Vamos evitar os sofrimentos diários e as maldições, vamos fugir da condenação eterna, vamos caminhar com a certeza da nossa salvação, mesmo que as lutas venham, mas teremos a certeza da nossa vitória, pois a Palavra nos garante isto.


Este artigo é: