Pages

MELHOR OBEDECER DO QUE SACRIFICAR


A frase bíblica: “É melhor obedecer do que sacrificar”, posta no versículo 22 é muitas vezes falada, mas muito pouco compreendida, e, por isso menos ainda praticada. A finalidade dessa frase é nos levar a focar naquilo que Deus nos mandou fazer e não naquilo que ele não mandou.

Temos a tendência de fazer várias coisas que Deus nunca mandou, e muitas vezes fazemos com a intenção de agradar a Deus e nos esquecemos de coisas essenciais, que são o principal da vontade de Deus para nós.

Mas prestar atenção no que Deus está realmente querendo de nós é mais importante que ficar inventando coisas novas a fazer, mesmo que seja com a intenção de agradar ao Senhor.
Somos especialistas em dar trabalho para Deus. A palavra dele tem mandamentos que passam despercebidos por nós. Sempre tem uma nova campanha, uma nova unção, um novo mover, que nos distraem do propósito principal de nos arrependermos de nossos pecados, vivermos em santidade e esperar o dia em que vamos morar no céu.

A Teologia da Prosperidade é uma dessas coisas que nos distraem. colocamos Deus como um provedor de riquezas e esquecemos de adora-lo simplesmente pelo fato de ele ser o nosso Deus. Quando queremos algo dele, fazemos até sacrifícios, jejuns, ofertas com o intuito de receber cem vezes mais e etc. Mas falhamos em obedecê-lo em coisas mais óbvias como amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a nós mesmos.

Quer sacrificar, irmão? Faça o sacrifício da obediência. Saul não obedeceu a Deus e perdeu o reino. Deus mandou exterminar toda uma cidade de pessoas pecadoras que haviam oprimido o povo de Deus. Mas Saul preferiu ouvir o povo, e só faltou ele dizer que a voz do povo é voz de Deus. E ainda tinha desculpas para o pecado, tomaram as ovelhas e bois que deviam ter sido mortos, exterminados junto com tudo o que era dos amalequitas e ofereceram a Deus em sacrifício, com o intuito de agradar a Deus. Ou seja, desobedeceram a Deus e tentaram agrada-lO dando-lhe uma oferta para compensar o pecado. E é claro que Deus não recebeu essa oferta.

Já conheci crentes que não dão dízimos e ofertas e alegam que já fazem boas obras. Mas uma coisa não justifica a outra. A obediência de uma coisa não apaga o pecado de outra.
O texto de Isaías 58 mostra uma situação semelhante, em que o povo de Israel jejuava e cobrava de Deus que respondesse suas orações. Mas a maioria desses mesmos que estavam sacrificando para Deus, oprimiam os seus empregados e não davam a mínima para as pessoas mais pobres da nação.

O melhor sacrifício é o de obedecer a Deus. E para muitas pessoas isso é um sacrifício mesmo.

Tem crente que ora muito, mas cisma com irmãos na igreja. Tem gente que está em todos os cultos, mas fora da igreja vive igual a um mundano. Tem crentes que amam muito os pastores, mas desprezam o irmãos mais simples. Que adianta dizer que não faz mal a ninguém se não faz o bem a ninguém também?

Em Ezequiel 16.49 está escrito: Eis que esta foi a iniqüidade de Sodoma, tua irmã: soberba, fartura de pão e próspera tranqüilidade teve ela e suas filhas; mas nunca amparou o pobre e o necessitado.

A Bíblia em Espanhol fala que prestar atenção no que Deus diz é melhor que oferecer algo a Ele. E a Bíblia em Inglês fala que dar ouvidos a Ele é melhor

Conclusão

Devemos prestar atenção ao que Deus quer de nós e darmos prioridade aos seus mandamentos. Ele se agrada muito mais de que o obedeçamos nas coisas que Ele já falou em sua Palavra do que em coisas novas que inventamos com a intenção de agradá-lO e de ganhar algo dEle.
Se você andou assim, buscando tantas novidades, que nem estavam na Bíblia e deixou de obedecer a Deus em coisas tão simples que realmente o agradam, faça agora uma oração, um compromisso.

“Senhor, eu te peço perdão pelo tempo que te busquei da maneira errada, sou pequeno, sou tua criança e quero aprender. Ensina-me na Palavra a fazer a Tua vontade e amar aos outros de forma prática. Que todas as pessoas ao meu redor vejam Jesus em mim, não pelas minhas conquistas, mas pelo meu amor por ti e pelo meu amor por elas. Amém”

Este artigo é: